Akibento – Dezembro(unboxing e review)

Olá 🙂
Estou de volta com mais uma review da Akibento. E agora perguntam vocês “Mas ela não tinha dito que a Akibento era para esquecer?”
15857574_1263519303691491_1681891941_oÉ verdade, eu disse realmente isso na outra review que tinha feito, mas após seguir a página do Facebook cheguei à conclusão que tive um bocado de azar no mês de subscrição e um bocado de azar nas coisas que me saíram. Então após ver outros unboxings e as coisas que lá vinham ponderei dar uma segunda oportunidade à Akibento. E resolvi dar essa oportunidade em Dezembro cujo o tema era Harmony. Como tinha acabado de ver o anime de Sword Art Online e tinha gostado bastante e eles diziam que a caixa teria coisas do anime e da Hatsune Miku…bem ficava um bocado difícil não comprar.
E a caixa chegou hoje, bastante rápida a chegar até (acho que foi a caixa de subscrição que chegou mais rápido) e sem problemas com alfândega.
E o que tinha perguntam vocês? coisas boas ou más? boaaaaaaas \o/
Vou começar com as fotos.

 

 

Ao abrir a caixa deu-me logo um bocadinho de histeria ao ver o desenho da T-shirt. Hatsune Miku e Niko Yazawa lindinhas e adoráveis num ambiente natalício. Kawaii. Adoro. ❤

Segundo brinde é um pocket POP! keychain. Ou por palavras mais simples: um porta chaves da Hatsune Miku. Como não uso porta-chaves já tirei a parte metálica e está ali na junto aos POPs mistery minis.
15878561_1263519330358155_965048385_o.jpg

O terceiro brinde é um tapete para rato. Não sei se a imagem é de algum anime mas de qualquer modo é linda.

Funko POP da Asuna de Swort Art Online. Eu não sou fã dos Funko POP. São cabeçudos, têm os olhos enormes e não têm boca. Embora já tenha pensado comprar os de Fairy Tail, não são mesmo das minhas figuras preferidas mas até fiquei contente por o receber. Ela até que fica bonitinha em cima da estante. E estou seriamente a pensar em desenhar-lhe uma boca, coitadinha.
Este foi o 4º brinde.

O quinto brinde era algo que a Akibento anda a anunciar alegremente, pois pela primeira vez   iriam oferecer algo eletrónico. Super exclusive. A caixa toda bonitinha, notas musicais…Vou abrir e… uns Headphones.

 

Opa eu adorei mesmo receber uns auscultadores novos porque os meus estavam pifados por isso yey, yey, yey vou voltar a ouvir música no PC como deve ser. Além disso são super giros com imagens de algumas personagens de  School Idol.

15878183_1263519127024842_302814227_o15878236_1263519133691508_327185695_o

K.A.W.A.I.I  \o/ (sim, estou um pouco passada mas eles são tão fofinhos).

E por fim e como é  habitual veio um pin com o tema do mês e o cartão com a apresentação das ofertas.

15857826_1263519083691513_134199530_o15857570_1263519060358182_1464443723_o

E pronto tenho as pazes feitas com a Akibento porque esta foi mesmo uma box com coisas espetaculares. Até mesmo da big head girl Asuna cabeçuda.

Outras coisas que queiram saber sobre a Akibento, caso não conheçam, é só passar para baixo porque só há um post pelo meio e tal.

Ja ne!

Verónica

Iberanime [Eventos]

facebook_event_1089344807751939Realizou-se nos passados dias 7 e 8 de Maio no MEO Arena em Lisboa mais um Iberanime, o maior evento nacional dedicado à cultura Japonesa.

No seu sexto ano e com duas edições, uma em Lisboa e outra no Porto, este evento foi idealizado por André Manz (Manz Produtions) que o decidiu criar afim de melhorar a comunicação com os filhos que são fãs de anime, mangá. (Pai fixolas)

O Iberanime é constituído por quatro áreas sendo elas:

J-Pop – Área dedicada aos animes, mangás, Cosplay e outros temas relacionados com a cultura pop.
Cultura tradicional Japonesa – com temas como origami, bonsai, artes marciais, caligrafia…

IA Plus – área dedicada a workshops multimédia e aos YouTubers

Gaming – área dedicada a videojogos.

Com diversas actividades, demonstrações e workshops, o Iberanime é um mundo cheio de coisas a acontecer.

A edição de Lisboa deste ano contou como convidados Edo Haruma, um dos maiores artistas da animação japonesa, Reika – cosplayer japonesa e como convidados musicais os Portugueses Blasted Mechanism e Nordan, vocalista dos Gaijin Sentai uma banda brasileira que se não me engano é responsável pela abertura de alguns animes lá no Brasil.

Foi o primeiro ano que  fui ao Iberanime, até porque a minha envolvência com este mundo é ainda recente.  Confesso que ainda estive indecisa sobre ir ou não e comprei os bilhetes para dia 7/05 mesmo a tempo antes de esgotarem .

E no Sábado lá fui eu. Posso dizer que a sorte de ter saído de casa foi já ter os bilhetes porque chovia imenso. E chego ao Meo Arena e deparo-me com uma fila enoooorme para entrar. Se não tinha  1 quilómetro devia estar lá perto. Foram cerca de 20 minutos à espera debaixo de chuva, estava um gelo mas ainda assim não parecia desanimar ninguém. Estranhamente tive de mostrar o bilhete ao segurança da fila como se – ah eu estou aqui à espera debaixo de chuva porque sou tola e me apetece – e depois voltei a ter de o mostrar à entrada quando os pobres já estavam quase a pingar.

À entrada deram-me um “passaporte oficial” com o mapa do Meo Arena com cada um dos espaços assinalados, um guia do que podíamos encontrar e onde e com a programação dos eventos do dia. Se nunca foram ao Iber e um dia decidam fazer uma visita, olhem atentamente para o livrinho. Não façam como aqui a vossa Iber reporter da treta que mal olhou para ele e com isso perdeu a final do Cosplay World Masters que era o que mais queria ver.

O primeiro piso era dedicado principalmente à cultura tradicional Japonesa. Lá encontrava-se o stand da embaixada do Japão onde se podia aprender a usar a Yukata (algo que eu devia ter ido vestir), onde havia sushi a provar (ainda olhei para ele mas desisti) e onde se podiam ver réplicas em miniatura de templos Japoneses. Para além disto havia stands com Origami, exposição de bonsais, terapia Reiki e um palco cultural onde decorreram várias demonstrações como Shôdo – caligrafia e artes marciais. Assisti a uma demonstração de Kendo, que é basicamente o que eu faço ao meu namorado com os rolos de papel de cozinha vazios, dar-lhe com eles na tola. Só que no Kendo têm umas armaduras e uns bastões.

Confesso que se tivesse olhado para o programa talvez tivesse passado mais tempo no piso superior porque houve demonstrações que gostava mesmo de ter assistido. Para a próxima já sei.

Ainda no piso superior encontravam-se alguns artistas nacionais que tinham  suas artes relacionadas para exposição e venda. Havia ainda um espaço dedicado aos YouTubers que nem para lá fui. Peço desculpa se algum youtuber ler isto, mas é uma coisa que não me interessa minimamente.

Sala Tejo, aquela sala grande onde ocorrem os concerto….Hello beautifull crazy world.

20160507_122054.jpgDividido em dois lados, um onde se encontrava o palco principal onde decorreu a final do cosplay world masters e o concerto do Nordan e no outro… o mundo dos gamers e otakus.

Diversos stands de venda com tudo e mais alguma coisa. Figuras de anime, Mangás, merchandise, peluches, jogos de video e de tabuleiro. Venda de noodles, venda de doces e snacks japoneses, muita muita coisa. Um mundo de POP´s e de coisas que fazem ter vontade de estoirar com qualquer carteira.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Chegar perto destes stands de venda era extremamente complicado. Dei voltas e voltas no espaço e houve muita coisa que não consegui ver na totalidade, tal era a afluência de pessoas e a procura. Dos Pocky nem consegui chegar perto para sentir o cheiro. Consegui comprar umas bolachas que gosto muito e foi porque me pus a um cantinho com elas e a nota na mão e braço estendido.

E passar junto do stand de venda  dos noodles foi um horror, não se conseguia avançar. Viva à comida.

E se o lado mais “otaku” estava à pinha o mesmo se passava do lado “Gamer” onde estavam presentes a Playstation e Nintendo (nem tentei chegar perto da Wii U para jogar qualquer coisa de menina que houvesse) e onde estava a decorrer a final do IA! LOL Cup. LOL de League of legends, jogo online. Não um jogo de gargalhadas altas (brincadeira) >.<

 

Surpreendeu-me que estivesse tanta gente, o que me fez questionar do porquê de não haver mais oferta a nivel de animes e mangás em Portugal, porque pelo que vi há imensa gente a gostar e possivelmente haveria procura suficiente. Nós só temos a Devir a publicar mangás em Português e ainda com pouca oferta ou com uma oferta mais cautelosa e cuidada e a nivel de animes na TV só em alguns canais por cabo. O Meo Arena tornou-se demasiado pequeno para o evento.
E se por um lado me surpreendeu a grande afluência também fiquei muito feliz por estar tanta gente neste tipo de evento dedicado a uma cultura tão distante de nós e cujos interesses são comuns com os meus.
Foi uma experiência muito boa. Gostei muito do Para Para dance que para quem não sabe é uma dança sincronizada que se originou no Japão nos meados dos anos 80. As músicas para dançar são por norma com bastante ritmo e consiste mais no movimento dos braços. O corpo mexe pouco embora hajam alguns passos mais detalhados. Foi extremamente divertido de assistir.

Outra coisa fantástica, absolutamente gira é o Cosplay. Imensos Cosplayers, alguns muito bem caracterizados, outros nem por isso mas de alguma forma todos interessantes. Eu não fiz Cosplay como é óbvio, mas levei o meu casaco do Attack on Titan. Não o comprei de propósito para o levar a um evento mas não o podia deixar de o ter levado – que lugar melhor para o usar? – e era giro ver o pessoal que tinha o casaco igual ao meu. Era tipo “olha um colega”, embora eu me sentisse a senpai do pessoal, todos tinham ar de novinhos. Sentia-me assim a chefe veterana do exercito. LOL (este lol é mesmo de rir não o jogo).

Agradeço aos cosplayers que me deixaram tirar-lhes fotos. Não tirei tantas quanto gostaria porque sempre dá um bocadinho de vergonha andar a pedir. Queria muito tirar foto ao Cosplayer com o fato de Titã do Attack on titan mas com tanto inimigo ele andava sempre fugido.

31

Cosplay de Lucy Heartfilia – Fairy Tail

21

Cosplay de Gildarts Clive – Fairy Tail

11

Cosplay de Annie Leonhart – Attack on titan

E outra coisa a ver com o Cosplay  que é super divertido, é reconheceres os personagens ou os teus personagens preferidos. Do tipo “ooh olha a Yona e o Hak”.

O concerto do Nordan também foi bom. Não o assisti todo e  surpreendeu-me que ele fosse brasileiro mas ele foi super simpático com o público e cheio de boas vibrações.

O Iberanime é um evento cheio de diversão e alegria. É um lugar mágico para quem gosta de J-Pop e jogos e um óptimo lugar para aprendizagem dos costumes orientais. Sai de lá feliz. Cansada como o raio, mas feliz.
Tenho pena de ter perdido algumas coisas a nível cultural, mas espero ter a oportunidade de voltar ao Iberanime e compensar o que me faltou desta vez. Quem sabe se não no Iberanime Porto que se realiza em Outubro.

Acho que pelo sim pelo não vou comprar um casaco Otaku que me proteja melhor da chuva…just in case. 😉

Ja ne!
Verónica 🙂

20160507_162825

Are you looking at me?

20160507_162835

now you fell my power

 

 

Anime: Attack On Titan (Review)

Attack on Titan ou Shingeki no Kyojin, é o anime baseado no mangá escrito e ilustrado por Hajime Isayama. Com um total de 25 episódios, foi adaptado em 2013 para Anime pela Wit Studio (subsidiária da Production IG) responsável pela adaptação outros animes como Kimi Ni Todoke, Psyco-Pass, Ao Haru Ride e produzido pela Manichi Broadcasting e pela Pony Canyon, também responsáveis por animes de grande nome como Fullmetall Alchemist e Fairy Tail.

bfc2fb7d-9998-4a35-aa66-a96cc60cdba4

História:
Há centenas de anos que quase toda a humanidade foi dizimada por Titãs, monstruosas criaturas de aspecto humano e no entanto com características diferentes,que aterradoramente parecem gostar de carne humana não por fome mas apenas por puro prazer.

Para a possibilidade de sobreviver a humanidade viu-se forçada a viver dentro de barreiras defensivas que permitiram que vivessem em relativa paz durante 100 anos.

Walls

Paz essa que termina no dia em que aparecem dois espécimenes diferentes de todos os outros até então conhecidos pela humanidade. O Titã colossal cuja altura ultrapassa os 50 metros da muralha Maria e o titã Couraçado que com a sua rapidez e força destrói a barreira, permitido a entrada dos outros Titãs e resultando assim num novo ataque.

Colossal-Titan-Amored-Titan-Annie-Leonhardt-Attack-on-Titan-Shingeki-no-Kyojin-d50cd

Após ver a sua mãe ser devorada por um titã, o jovem Eren Yeager declara como seu principal objetivo de vida derrotar todos os titãs existentes. Juntamente com os amigos de infância Mikasa e Armin, Eren junta-se à tropa de elite – os militares melhores dos melhores – que combatem os Titãs fora da área protectora e  que procuram descobrir mais sobre esta espécie na esperança de os conseguir derrotar antes da quebra da última muralha.

Opinião

Quando via imagens do Attack on titan pela Internet pensava que não era o género de anime do qual eu fosse gostar. Os Titãs eram feios, comiam pessoas, devia haver sangue por todo o lado… pensava eu que era algo que dispensava ver. Até que uma noite por puro aborrecimento decidi ver um episódio. Após os 24 minutos do episódio estava rendida.

A história, na minha opinião, é bastante original. O facto de a humanidade estar confinada a um pequeno território em todo o planeta, delimitado por altas muralhas com medo de uma coisa que muitos deles nunca viram. Porque muitos dos humanos ali nunca viram um Titã, vivem em paz porque durante 100 anos não houve ataques e há até quem crê que estes não existam. Mas a paz tem um fim e quando acontece é aterrador.

É um bocado nojento o facto dos titãs comerem humanos. Talvez seja muito nojento mesmo. São realmente horrorosos e é muito forte estar a vê-los meter um humano à boca e a desmembrá-los enquanto sorriem. Mas por outro lado há a guerra contra os titãs, há o Eren Yeager que é um personagem muito convicto que odeia estes monstros sem saber que pode ser um deles ou pelo menos ser a chave que a humanidade precisa para ganhar.

É que o Eren transforma-se em Titã e quando o Eren se transforma em titã…é uma coisa completamente espectacular. Mesmo brutal. E todo o leque de personagens é diferente e todos interessantes. A Mikasa, amiga de infância e irmã adoptiva do Eren é reservada, no entanto é um prodígio da tropa de elite com grandes capacidades de luta. Armin que não é muito forte em combate é extremamente inteligente em tácticas. Levi, capitão da tropa de Elite é o soldado mais poderoso, parece um pouco inacessível e contundente. Aparentemente hostil mas confia absolutamente na sua equipa e estranhamente tem a mania das limpezas. E existem inúmeras personagens interessantes. A Sasha que é uma comilona mas tem óptima intuição, Annie é indiferente mas óptima em luta corpo a corpo, Hanji a investigadora meio lunática que se entusiasma demais perante os titãs de um modo que pões em causa a sua própria segurança.

bf134ff8a3c404796330a1dcd910cf9beb30bc93f85d958bf1353707fa802880_1

Pensava eu que não iria gostar…é um dos melhores animes que até agora tive a oportunidade de assistir. Espectacular. A partir do momento, ou melhor, do episódio em que a tropa de elite sai das muralhas e começa a lutar contra os titãs é impossível respirar. Eu ficava encostada ao meu namorado, mãos fechadas junto à boca de olhos arregalados a pensar “oh meus deus e agora que vão eles fazer?”. Super entusiasmada.

Outra coisa que é absurdamente excelente neste anime é a banda sonora. Cada trecho de música, naquela determinada cena naquele determinado segundo cria logo um misto de emoções ainda maior. Consegue causar um impacto mais directo, se me faço entender. Se não me fizer basta verem o episódio 24 ou 25 quando o Eren luta com a Titan fêmea. Ou vejam aqui  o vídeo. Atenção tem muitos roaaah rohaaa rooaaaah. Atenção que pode haver algum sangue e desmembramentos…

A banda sonora foi da responsabilidade de Hiroyuki Sawano, compositor japonês que também compôs músicas para outros animes como Blue Exorcist ou Seraph of the End. É muito à base do instrumental embora tenha grandes vocais, ele próprio interpreta uma música da banda sonora e depois há a Mika Koyabashi que interpreta duas músicas fantásticas e curiosamente em alemão.

Resumindo o anime: Forte…sim, violento…certamente, mas uma grande história. Óbvio que se forem muito susceptíveis a sangue e desmembramentos é melhor não verem, mas naqueles casos em que mete só um bocadinho de impressão…vejam…experimentem porque é bom.

Relativamente à comparação mangá para anime é exactamente igual. Um óptimo trabalho de adaptação. O último episódio corresponde ao capitulo 34 (confirmar) do mangá.Ao que consta teremos ainda este ano a segunda temporada.

 

Ja ne!!!!*
Verónica

*Ja ne é o modo informal de dizer adeus aos amigos. Se queremos ser mais formais dizemos dewa mata mas vou considerar-vos a todos como amigos 😉

Loot Anime (Unboxing)

Hoje trago-vos o unboxing de mais uma caixa de Subscrição, desta vez da Loot Anime, que pertence à marca Loot Crate. A Loot Crate tem várias caixas de subscrição com vários temas, é maioritariamente direccionada para jogos, ou coisas mais Geek, como merchandise de várias marcas como a Marvel, Star Wars, Nintendo, etc. A Loot Anime ao contrário das outras caixas que tenho comprado, é Americana e não Japonesa. 

A Loot anime é uma caixa criada relativamente há pouco tempo, a primeira foi lançada pela primeira vez em Novembro de 2015, tendo todos os meses um tema. A minha caixa é referente ao mês de Dezembro, foi o Episode 2: Enchant. 

Este tema chamou-me à atenção devido à temática de um mundo mágico e porque eles ao revelar o tema do mês revelam também os nomes de alguns Animes/mangas cujo merchandise a caixa contém e eram referidos os Animes No Game No Live e Fairy Tail. 

A caixa custou à volta de 30€ mais coisa menos coisa e apesar de ser uma caixa “encantada” mais parecia estar amaldiçoada.

Primeiro houve um problema com o Item do No game no life que teve de ser substituído e houve um processo em que tiveram de escolher um outro anime relacionado com o tema (Rokka: Braves of the Six Flowers) e tiveram de mandar manufacturar o item e houve um atraso no envio. E como se não bastasse este atraso a caixa chegou a Portugal no dia 24 de Janeiro e foi-ma entregue hoje dia 29 de Fevereiro porque os caros senhores da minha estação dos correios tinham lá a caixa desde dia 18/02 e resolveram não dizer nada…para quê? Enfim é outra história. Na verdade eu já tinha enviado um email para lá a dizer que a caixa não tinha chegado e eles tinham-se disponibilizado a enviar-me outra. Obrigada Ctts de Rio Maior por me fazerem passar estes stresses. 

Vamos às fotos? claro.

Como se vê a caixa por fora é toda preta com o logótipo da marca, mas ao abrir deparei-me com uns padrões em tons de roxo logo a combinar com as cores do primeiro item.

SAM_0597 Uma T-shirt do anime Rokka: braves of the six flower. Foi o item que eles tiveram de arranjar como substituto e é muito gira. Gosto das cores, do facto de ter o nome dos personagens e as caras em diversos ângulos. 

 

SAM_0596.JPG

Segundo item da caixa: Uma réplica do cachecol do Natsu Dragneel do Fairy tail. Ora bem, quando comprei a caixa ainda não tinha começado a ver o anime, conhecia os personagens e pensei que talvez viesse algo giro com a imagem dos mesmos. Entretanto comecei a ver e fiquei super fã de Fairy Tail…serio…mesmo super mega hiper fã, adoro este anime a nivel da loucura e ao ponto de ver 265 episódios em dois meses. Portanto após ver e gostar e saber que vinha algo do anime na caixa eu estava em pulgas para saber o que seria. E eis que a página da Loot anime no face decide mandar com o Spoiler e colocar fotos do pessoal que já tinha recebido a caixa com o cachecol. A primeira sensação foi um bocadinho de desapontamento pois esperava outro tipo de coisa. Mas depois de reflectir no assunto eu estava tipo “OH MEU DEUS VOU TER O CACHECOL DO NATSU”. Para piorar as coisas, a minha caixa estava atrasada, havia imensos cachecóis iguais também da loot  à venda no ebay porque ao que parece o pessoal não gostou, e a única pessoa no mundo que estava ansiosa por ter um cachecol do Natsu (eu), ainda não o tinha.

SAM_0603Oh céus isto é tãaaaao bom. Em primeiro lugar eu não sou uma pessoa muito gulosa, e até já experimentei alguns doces asiáticos, mas nada tão bom como estes Konpeito Star candy.Têm forma de estrelas tal como o nome indica, são duros portanto trincar só se quiser partir o dente. São rebuçados de frutas. Tãaaao bons.

Da esquerda para a direita: um pin do anime Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon? (demorei séculos a ler isto na primeira vez). ao que parece é um anime. Ao centro é um Phone Charm exclusivo da loot anime. Os designes foram inspirados em cartas de tarot e incluí os elementos de cada franchise incluído na caixa.Um porta chaves do Kindom Hearts e um postal exclusivo da Madoka Magica pintado pelo artista Barachan. É muito giro, adoro as cores.

 

SAM_0616E por fim este poster do mesmo artista do postal. No verso mostra e explica cada um dos items que a caixa contém. 

SAM_0622

E a caixa vazia é tão fixe. Irrita-me porque assim eu vou ficar com a caixa a estorvar aqui em casa com qualquer coisa lá dentro em vez de a reutilizar. 

E aqui está o conteúdo da Loot anime todo junto.

SAM_0626.JPG

Estou satisfeita com o conteúdo, mas sinceramente não sei se de futuro irei voltar a comprar uma Loot anime, dependerá do tema e das informações que eles derem. A menos que digam que a caixa traz coisas de Fairy Tail 😀 ai eu compro logo. 

Por hoje é tudo. 😀
Natsu dá um sorriso ao pessoal.
tumblr_nciqdhx3wS1tvwvlqo1_r3_500.gif

 

Tokyo Otaku mode (loja on-line)

share_default

                                “Let´s enjoy Otaku Life!”

Já vos mostrei o Nendoroid que comprei na  Tokyo Otaku Mode, vou agora falar um pouco sobre a loja on-line.

Tal como o nome indica a loja é situada em Tokyo e tem imensos produtos relacionados com a culturar pop do Japão, desde livros, DVD´s, figuras de animes, vestuários, peluches…montes de coisas mesmo e todas elas super kawaii, uma perdição para o olhos.

Ao registarem-se no site ganham automaticamente um vale de 5 dólares a descontar numa compra de qualquer valor e que é válido por 7 dias.

Para além disso ao registar no site vão receber imensos mails com novidades, sugestões, promoções e jogos onde se fica habilitado a ganhar cupões de desconto e TOM points. (que é convertido em saldo e se pode descontar no valor das compras). Além disso podem convidar amigos e se eles comprarem no site vocês também ganham TOM points. E descaradamente digo que se me quiserem mandar os vossos mails por mensagem no Facebook tenho todo o gosto em convidá-los a registarem-se no site. lol.

Sem Título

A nível de preços, para quem tem um orçamento baixo como eu, à partida há produtos complicados de comprar. Até porque os preços (principalmente do vestuário e acessórios) tende a ser para o exorbitante. O que aconselho, que é o que faço, é ter paciência, tentar acumular TOM points, aproveitar promoções e aproveitar principalmente quando há free shipping. Porque alguns artigos podem ser em conta mas com os portes de envio fica um bocadinho a doer.

É muito fácil comprar na TOM, basta registar, escolher o artigo, pode-se pagar com cartão de crédito ou Paypal e eles enviam super rápido e vem tudo muito seguro dentro das embalagens.

A minha experiência a comprar foi boa. Aproveitei a promoção de Natal em que a figura que comprei estava em pré-venda e com portes grátis (o que foi muito bom), descontei os TOM points que ganhei ao registar e assim que o produto foi lançado eles enviaram logo, e enviaram também um email com o tracking number para poder seguir a encomenda.
Contudo houve um senão que foi a alfandega. Não ficou retida, foi apenas para apresentação, mas uma vez que vem de fora do espaço comunitário europeu e principalmente se a encomenda for mais de 35€, depois terá de ser pagar o IVA a 23% que é uma cena mesmo lixada. No meu caso tive de pagar mais 22€, não porque o artigo que comprei tenha sido esse preço, mas porque eles lá no Japão declaram na factura o valor do artigo mais portes (mesmo que vocês não o paguem), logo o que eu poupei nos portes de envio na loja tive de pagar à nossa autoridade tributária. Fixe não é? -_-

Para finalizar em todas as compras vêm sempre uns TOM Omake que são pequenas ofertas. Eu ganhei uma pasta, um autocolante e um poster. ^_^

Deixo aqui alguns links para puderem espreitar e explorar o site 😉

https://otakumode.com/fb/7i1

https://otakumode.com/fb/7i3

https://otakumode.com/fb/7i4

Até à próxima

Veronica_001

Nendoroid Aoba & Ren (Aquisições)

E chegou finalmente a minha prenda de Natal dada por mim. ^_^  O Nendoroid Aoba & Ren.

aoba_001
Antes de mais, o que é um Nendoroid? Para quem não sabe Nendoroid é uma marca de figuras criadas pela Good Smille Company e têm como principais características a cabeça grande e corpo pequeno, que lhes dão um ar muito fofinho. São figuras de personagens de animes, mangás e jogos online.  Outra particularidade dos Nendoroids é que tem partes removíveis, braços, pernas e até mesmo as caras. Ou seja podemos mudar as posições do corpo e expressões faciais conforme nos apetece.
Confesso que gosto muito destas figuras, é super divertido, pode-se trocar peças de uns para os outros e criar cenários, tirar fotos…
Contudo o problema dos Nendoroids é que têm um preço elevado. Os originais, porque há muitas cópias baratas à venda mas a qualidade não é a mesma, vão desde os 3o€ para cima, dependendo também da loja onde os comprarem. Eu comprei o meu na loja Tokyo Otaku Mode e aproveitei as promoções Natal para o conseguir comprar.
Querem ver fotos? Aqui vão elas.

O personagem chama-se Aoba Seragaki do Anime/mangá Dramatical Murders.
Eu ainda não vi o anime nem li o mangá portanto não faço ideia de como é o personagem, mas resolvi comprá-lo porque é muito giro. Tem aquele cabelo azul e aqueles olhos verdes…é tão giro. E também porque na minha colecção de Nendos há seis meninas e apenas havia um menino. Andava meio desequilibrado, parecia um harém, portanto na hora de escolher foi um membro do sexo masculino. Fiz uma bela escolha, deixem-me dizer. 😀

12736698_1220147741347838_2005036102_o

E este é o Ren. tudo o que vos posso dizer sobre ele é que é um cão. É super cute ao vivo, infelizmente não lhe consegui tirar uma foto de jeito.

E para terem uma ideia do quanto é divertido ter figurinhas destas, deixo-vos umas fotos dos meus pequenos.


É giro não é? 😉

My box from Japan – Dezembro (unboxing)

Eu não me quero repetir mas… eu tenho uma caixa do Japãaaaaao.giphy

Depois de ter comprado a primeira caixa do My box from Japan, que quem não viu pode espreitar aqui, fiquei verdadeiramente fã destas caixas de subscrição. Gosto do facto de tudo ser surpresa e da expectativa de a receber e descobrir  cada coisinha que ela contém. Por isso em Dezembro decidi voltar a comprar, aproveitando que era o mês do Natal e eles podiam estar generosos. LOL
Desta vez gastei um bocadinho mais e comprei uma caixa premium. 

Hoje finalmente recebi a minha caixinha, após longos dias de desesperante espera. Verdade seja dita eu comprei a caixa no dia 01 de Dezembro pois tive medo que esgotasse. Por norma elas são enviadas entre os dias 15 a 25 de cada mês, recebi um mail de confirmação de compra concluída no dia 26/12 portanto demorou cerca de 20 e poucos dias…não chegou a um mês.

A primeira coisa que reparei quando peguei na caixa foi: “esta caixa não tem escrito My box from japan como a outra”. Caixa normal, branca, só soube que era de lá porque está escrito no remetente. SAM_0318

Não é que haja problema, mas são esquisitices minhas. Felizmente guardei a caixa anterior. 

Ora bem, vamos “abrir” a caixa. 
SAM_0321

Uhhh…wow…Trunks…wow.

Eu sabia que vinha uma figura do DBZ na caixa porque alguém na página do Facebook mandou o spoiler. Mas eu não estava à espera de que fosse uma figura tão grande, tão bonita e detalhada. tão woooow. SAM_0326

É tão espectacular. Não veio inteira na caixa, vinha o troco e pernas separados, tive de encaixar as duas partes e a espada também tive de inserir. É muito, muito fixe. 

Veio ainda outra figurinha pequenina de uma tal Space adventures cobra 2001. Não conheço nem acho nada de especial, é a única coisa na caixa à qual não acho piada.
SAM_0336.JPG

A caixa deste mês trouxe muitos Gachapons, que são basicamente brindes como os daquelas máquinas de vendas em que temos de colocar moeda. Mas os Gachapons são todos de uma qualidade e detalhes excelentes. Ia ser fantástico ir ao Japão tirar bolinhas nas máquinas (ok se calhar pelo bem da carteira é melhor não)

Um deles é esta figurinha de borracha, não me estou a lembrar do nome a que se lhe dá, mas é para prender por exemplo no telemóvel. 
SAM_0332.JPG

Não conheço o personagem nem a que anime pertence mas gosto bastante dele. (afinal  pertence a um jogo: touben – que também não conheço mas a Raquel disse que era – e o nome do fofinho é Horikawa Kunihiro). Por norma estes brindes pequeninos diferem de caixa para caixa. A serie a que respeita é a mesma, mas o personagem pode ser um qualquer como se pode ver no folheto que o acompanha. 

Próximo brinde é uma mini slot machine. “Pachislot”, é o que diz na caixa. Funciona mesmo, tem uma patilha de lado que faz os símbolos rodar. Tem a sua piada.slot1

Por norma as caixas trazem dois snacks. Um deles é uma pastilha elástica. Pelo cheiro deve saber a morango. SAM_0353
É costume os snacks trazem dentro da embalagem cards ou autocolantes. A pastilha trouxe dois cards de plástico com fundo transparente. Os personagens são Koyomi Araragi (que é o menino com o peitaço à mostra) e Suruga Kanbaru, ambos do Monogatari series. Talvez veja uns episódios do anime um dia destes a ver se gosto. Pelo que li na net o rapaz foi atacado por vampiros durante as férias escolares. Parece ser algo que vá gostar de ver.

Próximo item e também snack é uma bolacha waffer. Simples, de baunilha, vem do Japão mas não sabe a nada diferente das nossas. Também traz um card mas não conheço, a embalagem está toda em Japonês e o QR Code remete-me para um site japonês portanto…não sei nada sobre isto. Só sei que é uma bolacha de baunilha.

Mais gachapons (gosto imenso de como isto soa), estes vêm em bolas. 

Eu gosto imenso destas coisinhas para pendurar, embora tenha pena de as usar. é uma personagem das Love Live que eu acho fofinhas, fofinhas embora ainda não tenha visto o anime. Creio que esta é a Honoka Kousaka. 

E mais um. O último artigo da caixa. Akane Tsunemori do anime Psycho-Pass que também tenho de ver. Pelo trailer que vi devo gostar. 

 

E aqui está tudo junto. O conteúdo da My box from Japan referente ao mês de Dezembro.
SAM_0380

Tirando o Cobra estou muito satisfeita com esta caixa. Como poodia não estar com um Trunks deste tamanho e qualidade <3. Ok os doces desta vez desiludiram-me um pouco verdade seja dita mas pronto, assim também não engordo muito. LOL

E aviso já que talvez ainda este mês haverá outro post de outra caixa *cof cof* . E não, eu não estou viciada, embora corra esse risco. O que me safa ao vicio é que não tenho verba para o sustentar, o que não sei se é bom ou mau. Ehehehe

Até ao próximo post (*ω*)

Veronica_001

My Top5 anime music [TAG]

E para terminar o ano trago um post musical. Já tinha tido a ideia há muito tempo, mas também tive muita preguiça de o fazer. No fundo isto é só para dar trabalho às pessoas a quem vou “taggar”
Tal como o nome indica a tag consiste em mostrar as nossas músicas preferidas das bandas sonoras dos animes. Então aqui vou eu.
0d66744ffd8ff5ae7a45696444022804

#5  X-counter – Opening de Tokyo Ravens

Cantada por Maon Kurosaki. Como gosto de sons electrónicos esta música é super viciante para mim. Ás vezes estou na cozinha a preparar a refeição e estou a dançar isto. O que pensarão os vizinhos dos prédios em frente…
A música tem à volta de 5 minutos portanto deixo só a versão curta do anime.

#4 Noratan – Noragami OST

Foi a primeira música de anime que coloquei no meu telemóvel…adoro. É tão fixe ouvir a música no anime e ter o Yato a dizer “Você que veio profanar esta terra do sol nascente…” é demais.

#3 – What´s up people – Death Note ost

Música dos Maximum the hormone. Esta música é a da segunda opening, a música do ending também é deles e também têm um tema no filme Dragon Ball Z: Ressurection F. Eles são um espectáculo.  Curto-os bué. É difícil escolher a música mas ultimamente inclino-me mais para esta.

#2 – Unravel – Tokyo Ghoul ost

Esta música é cantada pelo T.K dos Ling Tosite Sigure. Adoro a voz dele mas curiosamente não sou capaz de ouvir músicas da banda porque a gaja é uma desafina e arruína as músicas. Tokyo Ghoul tem uma banda sonora excelente mas esta  é a música de abertura do anime. É assim qualquer coisa de fantástica e arrepiante. Video da short version porque ao que parece o video da abertura do anime desapareceu do YouTube.
E agora tenho a Raquel a cair da cadeira e a dizer “whaaaaaa? 2 lugar?”

 

E esta música é mesmo a grande vencedora. Embora me identifique mais com os outros géneros musicais adoro esta música da Akiko Shikata. Tem músicas muito bonitas, numa onda mais étnica. A Akatsuki  curiosamente enquanto vi o anime não gostava muito dela, saltava sempre para a frente. Só a ouvi com jeito depois e adoro, adoro, adoro. Como eu sou meio maluca quando vou no carro a ouvir, vou esbracejando ao som da música e dos instrumentos. E ao minuto 2:41… “kimi wo wasureru na aaaaahaaaaaa” 

 

E é este o meu top 5. Pensei muito nele.Estive mesmo indecisa ao ponto de perguntar ao meu namorado de qual ele achava que eu gostava mais. Ele vê as figuras, sabe avaliar melhor.
E chego à parte da TAG. Sinfonia dos Livros e RaquelCollin  bwahahahah tomem lá trabalhinho.
Se mais alguém gostar da ideia e quiser fazer o top 5 eu gostaria muito de o conhecer, portanto maltinha…links nos comentários.
Beijoquitas e Feliz 2016.

My box from Japan – Unboxing

Loucura Otaku

Otaku: termo japonês para as pessoas com interesses obsessivos. Fora do Japão, usado especialmente para os fãs de um determinado tipo de cultura popular japonesa, especialmente anime mangá e cosplay.  

Bem…uma coisa está, na minha opinião, relacionada com a outra. Porque é impossível não se ficar meio obsessivo quando se entra no mundos dos animes e mangás. Mas vamos por partes.  Otaku… não é uma palavra que eu goste muito, talvez por terminar em ku…mas a verdade é que me insiro na definição. Qual delas? Pois nas duas.

A minha experiência com os animes era a mesma a de muita gente. Levantar de manhã quando era pequena e ver o Dragon Ball ou as navegantes da lua, muito ainda de saber que os bonecos japoneses afinal se chamavam animes. Mais tarde tive uma experiência traumatizante que foi ter de gramar com o Saint Seya durante horas, dias… porque o namorado não via mais nada. Quando não via no canal via as gravações na box. E o máximo que eu fazia era gozar com as vozes e imitar os bonecos. Perdão, os personagens.  Mas então o que me fez entrar nisto? Bem, não foi o quê mas sim quem. A Raquel Leite do Readings Sunshine. E porquê? Porque em Março quando ela fez anos eu resolvi dar-lhe qualquer coisa relacionada com o tema. Não exatamente com anime, mas sim um livro de mangá. Só que eu não sabia nada sobre o assunto, o que era bom e o que não era, o que ela tinha ou não e no meio de umas perguntas à Vera Neves e à própria Raquel, fiz uma extensa pesquisa sobre o assunto. E quanto mais pesquisava com mais interesse ia ficando.  Após essa investigação fiz um daqueles testes tolos do Facebook para saber que personagem de anime eu era. Obviamente que não conhecia mas felizmente a Raquel é batida no assunto e lá me disse quem era. Por curiosidade fui ver o anime. E quando comecei a ver já não consegui parar. Fiquei completamente viciada. E não é só vício em ver bonecada, é um montão de coisas que quase dá para levar à loucura. Por isso vou aqui enumerar, na minha visão de baby Otaku… vários tópicos relacionados com o tema.

Loucura nº 1 – Animes

animes1

Primeiro anime que vi foi Rosário + Vampire e vi-o por causa do tal teste do Facebook. Seguiu-se Vampire knight que foi o que realmente me fez ficar presa aos animes. E seguiu-se mais um e mais outro e outro… cheguei a ver o Noragami numa tarde toda. E maratonas de Akatsuki no yona e Death note (mas isso foi porque vi com o namorado e ver animes com ele é dose… só não é maratonas de manhã à noite porque nos levantamos tarde aos fins de semana) ^_^

Dos melhores que já vi, sem dúvida que Death Note é o mais fenomenal, original e inteligente. Akatsuki no Yona é emocionante, Kamisama kiss é giro e fofo… ok ok…são todos giros. Até o tokyo ghoul que a Raquel e a Vera diziam que não era “ o meu estilo”. Como se alguém que vê animes há meia dúzia de meses tivesse um estilo. Tse tse. Acho que gostei mais do que elas. Ah pois é…até à data a Vera ainda não o terminou.  :p

Loucura nº 2 – Mangás

11423877_901280363248722_1319681571409755534_o

Infelizmente em Portugal ainda não há muitos livros publicados. Porventura encontra-se alguns em inglês em livrarias online ou até mesmo na Fnac mas a maioria em Inglês. Em Português temos Death Note, Naruto, Blue Exorcist e Assassination classroom publicados pela Devir. Portanto a alternativa é ler mangás online. Mas… não fosse eu uma amante dos livros tinha de ter mangás em papel… fiz um achado na net e comprei os cinco primeiros volumes do Vampire Knight em Inglês. Na feira do livro comprei o primeiro volume do Death note para experimentar pois ainda não tinha visto o anime. Deu-me na marmita e comprei o livro. Ficou por ler até ter visto o anime, depois achei tudo tão espectacular e que tenho vindo a fazer a colecção em Português. Para além de ser uma excelente história  os livros de mangás são assim para o pequenino e fofinhos.

Loucura nº 3 – Aprender Japonês

A ver animes aprende-se a falar japonês. Aos poucos vão se reconhecendo palavras e pensas: já me desenrascava no Japão. (na realidade nem por isso.) Vejamos…

Ohayou/bom dia

Konbanwa /boa noite

Sayonara/adeus,

Ittekimasu/até logo

Suki/gosto

Tomodachi/amigo

Ahh é impressionante não é? Até dizia mais coisas se soubesse como elas se escrevem.

Loucura nº 4 – Músicas de animes

[

Eu adoro música. Todos os dias ouço música.  E como não podia deixar de ser já tenho uma playlist no telefone só com músicas de animes e algumas bandas japonesas que vou aos poucos descobrindo. Há quem não goste de ouvir músicas cuja letra não percebe, eu acho que a música não tem de se perceber e sim sentir. Tem de se vibrar com a música. E eles até podem estar a perguntar quem é o pai da criança em japonês que me parece muito bem. De destacar adoro a banda sonora do Death Note,  a do Tokyo Ghoul tem músicas mesmo de arrasar quer instrumentais quer cantadas. O Oshiete Yo arrepia e é impossível não dançar ao som do Splash free (certo Raquel?)

Loucura nº 4 – MERCHANDISE

É aqui que eu me espalho ao comprido. De tal modo que não sei por onde começar. Nem sei se devia falar nisso. Oh o vampie knight é tão giro – compro o fan book. Olha o fanbook do kamisama – é em japonês? n faz mal. Olha tantas figuras no ebay tão giras vou ver se consigo ganhar leilões e comprar isto tudo a um preço barato. Deu para perceber a ideia? O problema é que existe o ebay. O problema é que eu quero ter uma coisinha de cada anime que vejo e gosto. A sorte é que não há de tudo e alguns são caros que me fazem de desistir da ideia. Mas já vou tendo uma colecção bonitinha.

11942236_949010855142339_7074035704694135285_o

tão lindos :3

Para não falar em acessório para usar, tipo a minha mala do Death Note.  Ou a minha capa personalizada para o telemóvel do vampire knight…ou… a minha carteira do Kamisama Hajimemashita. Também tenho uma carteira do Vampire knight (céus ela rica?) Nop…o problema é esse…nem sou e também não fico. Mas gosto de comprar coisinhas. Não compro muito caras, porque o dinheiro faz falta para outras coisas mas quando recebo as embalagens sinto-me tão feliz. Quando olho para os bonequinhos na estante fico tão contente. Parece coisa de criança sim, mas não é suposto sermos felizes?

Loucura nº 5  Eu quero ir ao Japãaaaaaaaao.

Não tens dinheiro…

Mas eu quero…

Mas não podes…

Poooooo…

Loucura nº 7 – Cosplay

O que é Cosplay? Basicamente é vestir como um personagem. Isto em poucas palavras. E não, eu não estou a pensar em fazer Cosplay, mas acho giro. Lá no fundo se fosse com umas certas amigas até faria. Por exemplo gostava de fazer Cosplay o Grell Suttercliff do Kuroshitsuji. A arma dele é uma moto-serra…mesmo badass. Ou o fato dos aassassin’s creed… ou da Lighting do final Fantasy. Mas com a minha anatomia o melhor é pintar-me de cor-de-rosa e estou o Majin Buu do dragonball.

Na verdade eu já pensei me comprar uma wig (peruca por outras palavras) toda colorida só para ver como ficaria. Patética provavelmente.

E é basicamente isto.  É um post parvo bem sei. Vindo de alguém meio chalado da marmita. Alguém que vê animes, gasta dinheiro a comprar bonecos, mas o que ganho com isso? Diversão. Risos. E graças a este “mundo” ganhei duas amigas fantásticas que se calhar não teríamos a mesma ligação que temos se não tivéssemos esta tontice em comum. “join de dark side Verónica, we have animes”. Tens de ver, tens de ver, tens de ver…tá….estou indo…..

Veronica_001