Resumo de leituras [Fevereiro]

Adeus Fevereiro.
O mês foi mais curto e as minhas leituras também foram menos em relação a Janeiro. Mas dado que li um livro de 700 e tal páginas em menos de uma semana, acho que até foi um mês muito bom.
fevereiro1
E é por este calhamaço que começo. Foi a minha primeira leitura de Fevereiro.

O Rei de J.R.Ward. É aquela autora e aquela saga que eu vou a “correr” à livraria logo no dia de lançamento. Uma das minhas escritoras favoritas, saga favorita e as expetativas estavam bem altas em relação a este livro.  Eu gostei do livro, mas a verdade é que ficou abaixo do que esperava. Já há algum tempo que o Rei dos Vampiros tinha o trono em risco, correndo uma serie de riscos e sofrendo ameaças e era e aqui foi o culminar desses acontecimentos. Eu esperava mais tensão, mais perigo, mais luta. Tenho imensa saudade do tempo em que a irmandade andava a lutar contra os minguantes e contra o Ómega. Tornava os livros mais intensos. A entrada do bando de bastardos na estória amornou bastante o rumo da Irmandade. A sensação que me dá é que a Ward foi escrevendo, escrevendo e de repente…ups… não tenho mais irmãos sobre quem escrever e agora como acabo isto? Honestamente achei este “final” muito forçado e no fim uma cena à “Rei Leão” que…era para ser emocionante? Mas houve uma cena adorável que é um casamento em que o padre é o Lassiter. Uma personagem que nos últimos livros tem sido refrescante. Gostava muito que a Ward escrevesse um livro sobre ele.

Seguiu-se Um estranho nos meus braços da Lisa Keyplas que li para o mês especial do Blog Readings Sunshine. Tinham-me dito que o livro não era nada de especial mas até gostei dele. Não é daqueles que faz palpitar ou que seja adorável, mas foi bastante agradável de ler. Conta a estória de Lara que de repente se depara com o regresso a casa do marido que julgava morto, mas este marido está muito diferente do homem que ela conhecia que fisicamente, quer na sua maneira de ser e todo o livro gira em torno disso mesmo. Será Hunter o verdadeiro conde e marido de Lara?

É um bocado estúpido, acho que qualquer mulher que se visse em qualquer situação separada do marido ou reconheceria. Além disso, e se a memória não me falha, eles só estiveram três anos separados. Isto não é aquele rapaz por quem tivemos uma panca no secundário e mal nos lembramos da cara dele.  É marido. Além disso a Lara é um bocado aborrecida, é tão boazinha que enjoa. Por outro lado o Hunter é charmoso, gostei dele.

Ainda no decorrer do evento especial Lisa Keyplas li Sedução Intensa, do qual também gostei. Achei este casal, Lilian e Marcus, bastante engraçado. São como tipo cão e gato e eu gosto disso. E… a personagem feminina também me irritou um bocadinho. Demasiado teimosa. E adorei que elas, as encalhadas, pensassem que o facto de Marcus se sentir atraído por ela se devesse à magia de um perfume.

Por último li um livro da Harlequin, Desafio ao Xeque de Kristi Gold.

Comprei este livro porque precisava de comprar um postal para o dia dos namorados e só podia pagar com cartão a partir de 5€. Tirei-o ao calhas da prateleira, sem ler sinopse e sem ver a capa porque estava à pressa a ver se comprava as coisas antes que o meu namorado acabasse de fumar. Não foi grande coisa. A Raina e o Dharr estão prometidos um ao outro por acordo, mas ela não quer casar. Mas então Dharr aparece para a levar para casa porque o pai dela está doente e durante a viagem de avião ambos estão perdidamente atraídos um por o outro. O costume, nada de especial ou novo. E antes que alguém me diga como a Mara me disse no Facebook o livro é pequeno. Pois é, mas também já li livros destes bem melhores dentro do mesmo tema.

Para os meus desafios temos o Rei como calhamaço. Qual quer um deles conta para o desafio temático mensal, uma vez que teria de ler um romance em Fevereiro, mas vou escolher também o Rei porque tem uma capa gira.
E o harlequin que também está a contar para o desafio do algodão doce para o cérebro.

Escolher o melhor e pior…

O melhor – O Rei

O pior – Desafio ao Xeque.

E foi isto. Nada de emocionante mas ainda assim foram leituras agradáveis. Vamos a isso Março.

Anúncios

Desafios literários 2015

Este ano decidi estrear-me nos desafios literários.
Normalmente costumo só fazer o challenge do Goodreads, mas para 2015 resolvi aventurar-me e fazer mais qualquer coisa. O objetivo principal é divertir-me. Mas também diminuir a pilha de livros por ler e pode ser que as temáticas me ajudem a ultrapassar aquele drama de olhar para “carradas” de livros e não saber qual quero ou devo ler.

Então aqui ficam os meus desafios.

Goodreads 2015 reading Challenge

Sem Título

O principal é ler 80 livros durante o ano. Este foi o objectivo de 2013. Nesse ano consegui ultrapassar este limite por  8 livros. Para 2014 baixei o desafio para 70 e li 78. (sim, ao que parece leio sempre mais 8). Este ano voltei aos 80. Espero conseguir. Creio que poderia ter lido mais em 2014 mas houve livros que não me puxaram tanto e andei a arrastar, a arrastar…este ano já não vou fazer isso. Se não gostar passo à frente.


Desafio mensal por temáticas

Andei a ver pelo Facebook ideias para um desafio deste género. Sugeriram-me um com bastantes tópicos e decidi riscar alguns que não conseguiria cumprir. Já ia com muitos riscos portanto decidi fazer o desafio do Readings Sunshine. Vamos a isso Raquel.

Janeiro – Capa – Escolher um livro que adorem a capa.
Fevereiro – l’amore – ler um livro de romance, qualquer tipo dele.
Março – sorteio – Escrever pelo menos 5 livros em papeis diferentes, mistura-los e escolher a sorte um. O que sair é para ler.
Abril – Inicial do nome – Ler um livro que comece pela inicial do teu nome.
Maio – Ultimo livro – Ler o ultimo livro que chegou a biblioteca
Junho – Série – Não podia faltar. Ler um livro que faça parte de uma série.
Julho – Nacional – Livro de um escritor da tua nacionalidade
Agosto – Antiguidade – O livro mais antigo que tenhas em casa e ainda não o leste. Chegou a hora!!!
Setembro – Presente – um livro que tenha sido oferta.
Outubro – Cores – um livro que tenha uma cor predominante na capa
Novembro – Filme – que será ou foi um filme
Dezembro – Livre – Dezembro estamos livres para ler o que nos apetecer


E ainda…sim, estou a ser ambiciosa (o que é um novidade) tenho de ler obrigatoriamente um e-book e um livro da Harlequin por mês.
Ou seja no fim do ano tenho de ter pelo menos 12 e-books lidos e 12 Harlequins lidos.


Outra coisa que quero é…agarrar-me aos calhamaços. Aqueles livros tão grossos que servem como degraus para chegar às prateleiras altas. LOL Tenho imensos e estou sempre a adiá-los. Não pode acontecer mais. Portanto no final do ano pelo menos tenho de ter 6 calhamaços lidos.


E aqui estão os meus desafios literários. Honestamente tenho serias dúvidas se conseguirei atingir estes objetivos todos. O mais provável é não conseguir, mas ai vou eu…a escalar a montanha de livros até chegar ao topo. lol

Bom ano, boas leituras, e bons desafios. Boa sorte.

Boy climbing stack of books to the moon